Sócio UniversoTorcedor

Adeus, guerreiro!

Sampaio se despede de Paraíba, um dos ídolos da sua história

Um ídolo do Sampaio Corrêa partiu rumo ao firmamento. Artilheiro Tricolor na década de 70, Paraíba faleceu aos 72 anos, em Fortaleza, onde estava internado após um transplante de fígado.

Paraíba, terceiro da esquerda para direita, com Brito e Prado (Foto: Divulgação)

Paraibano de nascença e maranhense de coração, José Valquírio Barbosa, o Paraíba, foi Campeão Brasileiro pela Bolívia Querida, em 1972. Era um centroavante autêntico, homem-gol imperdoável dentro da área, que deixa seu nome gravado na galeria de eternos ídolos da história do Sampaio Corrêa.

Todo o universo Tricolor, na pessoa do presidente Sergio Frota, se solidariza com a família do seu artilheiro neste momento de dor, e roga aos céus que seu espírito seja encaminhada na mais plena luz, com o mesmo brilho que atuava nos gramados.

Além de ter atuado como jogador no Sampaio, Paraíba também trabalhou no Tricolor como auxiliar técnico e técnico nas eventualidades. Esteve presente em vários títulos conquistados pelo clube desde então: campeão em 1980, penta de 1984 a 1988, tri de 1990 a 1992 e o bi de 1997 e 1998. 

Descanse em paz, Paraíba. Herói boliviano!

23 respostas

  1. Ele foi e sempre será meu herói. Qta saudade! !!!!! Meu sogro, meu amigo, meu confidente, me tratava como se fosse meu pai! O mundo ficou mais pobre com a perda desse grande homem autêntico e sincero.

  2. Confesso que se não tivesse nascido na Paraíba,com certeza,chegaria a
    Seleção Brasileira de Futebol,o nosso grande centro avante Paraíba ou /
    seja José Walquirio Barbosa,pois ele foi quase completo,eu diria até,que
    Paraíba fora melhor do que o pernambucano Vavá também centro avante
    e eis Vasco da Gama, felizmente quem enxergou este grande talento pra
    nós,fora o excepcional jornalista Dionizio da Ponte indicando-o ao Presi-
    dente do Sampaio Correia na época Dr: Antônio Bento Cant5anhêde Fa-//
    rias já falecido,grande dirigente que foi.

  3. Nada pode apagar a dor que estão sentindo, mas recebam os meus mais sinceros pêsames nesta hora de tanta tristeza. A todos amigos e familiares do nosso grande amigo Paraíba D. Júlia, Lanusse e Mary .

  4. É com muito pesar que recebi a notícia de falecimento do nosso querio Paraiba. Meus pêsames à sua família . D. Júlia , Lanusse e Mary

  5. Paraíba estava no ônibus que se acidentou matando o zagueiro Paulo Espanha, aquele acidente foi a gota dágua para o artilheiro se aposentar, passando a ser funcionário do clube, durante várias vees assumiu o comando técnico do Sampaio. Vá e fique com Deus que nós aqui continuaremos a lembrar do quanto fostes importante pra história desse clube que lhe deve muito.

  6. O PARAÍBA COMO TREINADOR DO SAMPAIO EM 1991 FEZ UMA BOA CAMPANHA NO SAMPAIO NA SÉRIE B , DEIXANDO O TIME ENTRE OS 10 MELHORES COLOCADOS NA COMPETIÇÃO DAQUELA ÉPOCA. OS MAIS ANTIGOS NÃO CITARAM ESSE GRANDE FEITO DO AGORA SAUDOSO PARAÍBA.

  7. Foi grande jogador do nosso clube, e ele em 1975 quando ocorreu aquele trágico acidente com a delegação sampaína que resultou na morte do nosso zagueiro Paulo Espanha, ele ficou bastante ferido, mas mesmo se recuperando sem sequelas resolveu pendurar as chuteiras. Tornando-se funcionário do clube. Morou por muitos anos no bairro Apeadouro e depois mudou-se para o Bequimão.
    DESCANSE EM PAZ GRANDE PARAÍBA !

  8. Acompanho o Sampaio desde os anos 1970. Ia com meu Pai, eu então com 7 anos de idade em 1976. Lembro-me de pouca coisa, mas no início dos anos 1980, quando comecei a ouvir os programas de rádio tinha um em que o âncora (naquela época apresentador mesmo) era o Jairo Rodrigues. Um dos jargões dele era pronunciar: “Valquírio Barbosa, o popular Paraíba”. Essas coisas ficam gravadas em nossas mentes e em nossos corações, porque o Paraíba era identificado com o Sampaio. Tanto o foi que quando a coisa tava apertando, quem chamavam? O nosso Paraíba. Nenhum de nós vai escapar desse destino. Fica o sentimento do dever cumprido. Ele escreveu sua história futebolística na nossa Bolívia Querida. Cumpriu sua missão. Descanse em paz.

  9. CONHECI o Paraíba, daqueles centro avantes, cujo destino era o goool. Jogou, por aquí, na década de 70, onde integrou o plantel da Sociedade Esportiva Tiradentes, vindo do Sampaio juntamente com o também paraibano, Lima além do Valdecy Lima e o meio campista, Soares e, ainda, o grande lateral direito, Célio Rodrigues e o zagueiro Serjão(mais de meio time da Bolívia, na época).
    CONFORTO À FAMILIA E QUE DEUS O TENHA NUM BOM LUGAR!!
    ismar!!!

  10. Ano de 1972, ano mágico pra BOLÍVIA QUERIDA, foi quando conheci essas cores lindas aos 12 anos de idade. Independente de qual data seja, o período, o nosso Paraíba ficará eternizado pro UNIVERSO TRICOLOR. Vai com DEUS.

  11. Grane Paraiba.Verdadriro centroavante e tricolor de alma e coração.Homem sério e correto.Tive a oportunidade de conviver com ele por todo o tempo que esteve no Sampaio. Vai com Deus amigo.

  12. Assessoria em 1972 ano do primeiro titulo nacional o ataque do time era: Lima, Djalma, Pelezinho e Jaldenir portanto nosso saudoso artilheiro ainda não fazia parte desse time.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *