Sócio UniversoTorcedor

Peça ofensiva

Com novo atacante, Tricolor volta atenções para o Estadual

Joanderson já iniciou os treinos com a equipe (Foto: Ronald Felipe/@lampida1923)

Após dois jogos fora de casa, o Sampaio Corrêa retornou para São Luís nesse domingo, e agora volta suas atenções para a disputa do Campeonato Maranhense. Na quarta-feira, a Bolívia recebe o Imperatriz no Estádio Castelão, em confronto válido pela quarta rodada do Estadual.

A preparação para a partida teve início na tarde desta segunda-feira, no CT José Carlos Macieira. Na programação, trabalho físico na academia seguido de movimentação com bola no campo, sob o comando do técnico Rafael Guanaes, que já começa a pensar na melhor formação para o próximo desafio do Sampaio.

A novidade no treinamento foi a presença do atacante Joanderson, de 25 anos, 1, 80 de altura e 74 kg. Revelado nas categorias de base do São Paulo, o jogador estava atuando no futebol japonês, defendendo o Gainare Tottori.

O novo atacante passou por todos os exames clínicos e começou a treinar com o grupo. O próximo passo é readquirir a melhor forma física para logo ficar à disposição da comissão técnica. 

A preparação boliviana prosseguirá nesta quarta-feira, em nova atividade no CT, a partir das 15h, quando o técnico Rafael Guanaes irá começar a definir o time titular para enfrentar o Imperatriz. 

16 respostas

  1. boa noite universo tricolor, o time da ferroviaria de sao paulo,tem dois jogadores que servem para o sampaio, o Renato cajá e o volante numero 5.

  2. Eu e mais dois torcedores vimos no time do São Raimundo/RR, que tinha jogadores que poderiam ser aproveitado, ex. o lateral esquerdo. Os olheiros da PONTE PRETA viram o volante FILIPINHO de 23 anos e contrataram para o sub. 23. PRESIDENTE, ESSE LATERAL É MUITO MELHOR QUE ESSE ERICK.

  3. Os setores mais carentes na minha modesta opinião é a defesa, que falta peças de reposição, quando ocorrem suspensão por lesão ou por cartão. Esse problema é muito sério, nos causou prejuízos ano passado. Um jogador que venha repor a lacuna deixada pelo Marcinho e pelo Jackson. Sendo que na zaga é o que mais preocupa, pois faltam laterais de peso, o Marlon está lesionado e não tem que substitua a altura. Outro zagueiro central, porque Joécio está lesionado também (além de ter pegado a covid). Sem essas peças, não vamos muito longe em nenhuma competição.

  4. Tem um moço aí que tem um tipo de treinamento interessante, 30, 40, 30, poderiam contratá-lo para auxiliar técnico e ficaria faltando só os jogadores, …….

    1. É por causa dessa mentalidade que o futebol maranhense está sempre “na chon”. Qualquer jogador não serve! Tem que ser jogador de reconhecida qualidade técnica, e você encontra muito deles no campeonato paulista. Times tido como pequenos que estejam disputando o Campeonato paulista da série A.

  5. “Joanderson, ex-Inter e com passagens por São Paulo e Cruzeiro”, Bom! Pelo menos, trata-se de um jogador novo, mas experiente, com passagem por grandes equipes. Mas, só ele não basta, precisamos de laterais, de zagueiros, de meio de ligação, para encorpar esse time, e a Série B não está tão longe assim. A situação do Marlon e do Joécio é complicada, porque são lesões que estão ficando crônicas, assim como a do Pimentinha. Tem que ter substitutos do mesmo nível.

      1. Agradeço pela explicação, mas, de qualquer forma nesses setores, é urgente que se contrate, porque, quando eles se lesionam, não tem que coloque no lugar, (quero dizer com todas as letras, que não tem, infelizmente, um substituto do mesmo nível técnico)., e a defesa fica comprometida. Isso já ficou patente desde a Série B passada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *