Sócio UniversoTorcedor

Vantagem mantida

Empate de 1 x 1 com o Moto deixa Sampaio perto do título do primeiro turno

Edgar parte para cima da marcação motense
Edgar parte para cima da marcação motense
Edgar parte para cima da marcação motense

Em noite chuvosa no estádio Castelão, Moto e Sampaio ficaram no empate de 1×1, na primeira partida da decisão do primeiro turno do Campeonato Maranhense. O Tubarão manteve a vantagem e depende agora só de uma nova igualdade, no próximo domingo, para garantir o título e conquistar vaga para a Copa do Brasil e Copa do Nordeste de 2015.

O Tricolor não fez um bom primeiro tempo. Errou bastante nos passes, não valorizou a posse de bola e acabou sendo castigado com um gol motense, anotado pelo atacante Henrique, aos 29 minutos.

Na etapa final, o Sampaio melhorou, mas não teve tranquilidade nas finalizações. A Bolívia insistia nos chutes de fora da área, e em um deles, aos 22 minutos, Arlindo Maracanã acertou o canto baixo direito do goleiro do Moto para empatar a partida.

O resultado do clássico foi considerado bom pelo treinador Flávio Araújo, pelo fato da equipe tricolor ter mantido a vantagem de jogar por um novo empate para ser campeão. “Foi bom, pela vantagem mantida. Vamos ter, domingo, um novo clássico, difícil, no qual precisaremos jogar mais para buscar a vitória. Não tem nada decidido”, pontuou o treinador.

 Ficha técnica

Moto 1 x 1 Sampaio

Local – Estádio Castelão

Data – 19/02/2014

Gols – Henrique, aos 29`, do primeiro tempo (Moto), e Arlindo Maracanã, aos 22`, do segundo tempo (Sampaio)

Árbitro – Ranilton Oliveira de Sousa

Assistentes – Carlos André Pereira Sousa e João Fonseca de Sousa

Público no estádio  – 9.123 torcedores

Púplico pagante – 7.866 expectadores

Público não-pagante – 1.257

Renda – 94-470,00

Moto
Ruan, Diego Renan, Fernando, Luís Fernando e Jefferson Abreu (Itallo); Pierre, Curuca, Kléo e Felipe (Romano); Gilson (Vítor) e Henrique
Técnico – Edson Porto

Sampaio
Rodrigo Ramos, Tote, Mimica, Paulo Sérgio e Wellington Indinho (Gelvane); Jonas (Jadson), Arlindo Maracanã, Eloir e Hiltinho (Cleitinho); Casagrande e Edgar
Técnico – Flávio Araújo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *