Se inscreva em nosso canal: www.youtube.com/TVSampaio

Nas penalidades

Sampaio esbarra nos pênaltis no duelo contra o Potiguar

Nas penalidades
Sampaio e Potiguar se enfrentaram na tarde deste domingo no Castelão (Foto: Kayan Mendes)

O Sampaio Corrêa parou na fase pré-Copa do Nordeste, ao ser superado nas cobranças de pênaltis pela equipe do Potiguar, na tarde deste domingo, 7, no Estádio Castelão, após empate de 2×2 no tempo normal.

A equipe Tricolor saiu na frente com gol de Cláudio Cebolinha, aos 15 minutos do primeiro tempo. Na etapa final, o time visitante empatou logo aos seis, mas a equipe boliviana foi buscar o segundo gol, marcado por Thallyson. No entanto, praticamente no último lance da partida, o adversário conseguiu igualar novamente.

Nas cobranças de pênaltis, após seis batidas, o Potiguar levou a melhor e venceu por 5×4.

O Sampaio Corrêa retorna a campo na próxima quarta-feira, 10/01, para enfrentar o Cordino/MA, às 20h15, no Castelão, em partida válida pelo Campeonato Maranhense 2024.

Ficha Tricolor

Felipe, Rafael Luiz (Pablo Oliveira), Betão (Hiago Cena), Fábio Aguiar e Cortez; Maurício, Ferreira (Gazão) e Thallyson (Dimas); Edrean, Pimentinha e Cláudio Cebolinha (Bruno Baio).   

Se inscreva no Youtube do Sampaio Corrêa

8 respostas

  1. Lembro muito bem de um lateral direito do Sampaio dos anos 80 chamado de Terezo; na estreia e em alguns jogos foi muito mal, mas depois de algumas partidas foi um dos melhores laterais que o Sampaio já teve.
    Vou torcer muito pra que com Rafael Luis L/D, aconteça a mesma coisa.

  2. Infelizmente está se tornando rotina, resultados adversos no final das partidas.
    Para o time aquela máxima de que as partidas só acabam quando terminam, está sendo aplicada à realidade atual.
    Vi uma disposição diferente em relação à postura do elenco e como não gosto de justificar certos acontecimentos, vi que fomos bastante prejudicados pela arbitragem, de forma contundente.
    Segue o trabalho.

  3. Eu não consigo me conformar com um resultado triste desse, derrota pra um time do interior do RN, dentro de casa, estava ganhando o jogo, cede o empate no último minuto do jogo, perde nos pênaltis, e pra completar deixa escapar um milhão e meio só na pré e na primeira fase. Dá pra aceitar uma situação dessa?

  4. Levar gol aos 51 minutos do segundo tempo num jogo decisivo em casa é falta de compromisso. Infelizmente a história do ano passado parece que começou a se repetir.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *