Sampaio Corrêa

25 | ago | 2020 - 22:51 - 1137 visualizações

Share Button

Momento desafiador

Condé trabalha para superar adversidades e tentar a primeira vitória na Série B

No próximo sábado, dia 29, o Sampaio Corrêa voltará a campo pela Série B, após dois jogos adiados devido ao grande número de jogadores infectados pela Covid-19. Sem 14 atletas afastados e outros três lesionados, a equipe boliviana ficou impossibilitada de formar um grupo para atuar pela competição.

Com alguns jogadores do primeiro grupo que testaram positivo já liberados, o elenco Tricolor segue com a preparação para enfrentar a Ponte Preta, e treinou nesta terça-feira em dois períodos no CT José Carlos Macieira.

Recuperados de lesão, o zagueiro Flávio Boaventura e o atacante Thiago Santos já passaram pelo processo de transição e devem pintar como opções para a partida diante da Ponte.

Léo Condé deve contar com 20 atletas para a partida diante da Ponte (Foto: Lucas Almeida)

O técnico Léo Condé destacou o momento adverso para preparar a equipe, mas cita o fator dedicação para tentar vencer a primeira partida na Série B: “Está sendo bastante desafiador montar a equipe para esse jogo, por tudo que a gente vem passando. Estamos tendo uma semana atípica, com poucos atletas à disposição para treinar. Na medida do possível, tentamos manter os jogadores condicionados, do ponto de vista físico e técnico, e a parte tática também fica prejudicada para fazer o desenho da equipe. Mas temos que ser criativos para superar todas essas dificuldades para mandar a campo um time determinado, competitivo, para conseguir enfim nossa primeira vitória na competição”, frisou.

Condé adiantou que deve ter os volantes Vinícius Kiss e Ferreira à disposição, e espera contar também com o zagueiro Joécio, que chega nesta quarta-feira para se juntar ao grupo. O treinador fica na expectativa de que o jogador seja regularizado a tempo para ganhar uma opção a mais no sentido de montar o time titular.

Nesta terça-feira, um outro jogador testou positivo para Covid, e já foi afastado enquanto aguarda a contraprova. Segundo Léo Condé, a equipe do Sampaio deve ter entre 19 a 20 atletas disponíveis para enfrentar a Ponte Preta.

PUBLICIDADE

14 respostas para “Momento desafiador”

  1. ECR 2020 disse:

    Só comentáriode com palavras de dúvidas.

  2. Davi disse:

    Não precisa de desespero ainda tem mais 35 jogos para a Bolívia, muita calma nessa hora…

  3. João Epifânio Madeira Ferreira disse:

    Andar com fé nos vamos,pois a fé não costuma afiar.e fiquei feliz pela volta de joécio

  4. Mobydick disse:

    Vocês estão com o tal complexo de vira latas, o campeonato só está começando e vocês só falam em rebaixamento, esqueceram de que o Sampaio tem 2 jogos a menos que a maioria dos concorrentes.

  5. Zenobio Leite disse:

    Covid 19, não vai tiras nossas forças, temos Covd 20 para enfrentar os próximos adversário, e o Tubarão já vai começar a triturar a Macaca no próximo sábado. Pra cima deles paiôooooo……

  6. Boliviano de fé disse:

    O momento é difícil, mas é com fé e muito trabalho que superamos as adversidades, foco e perseverança, precisamos entender que a vida é feita de momentos difíceis, o importante é honrar o manto.

  7. Marcos tubarão disse:

    No meu ponto de vista, esse ano não deveria ter rebaixamento.não é porque o Sampaio tá nessa situação,eu digo isso é pelo sacrifício que a maioria das equipes estão passando é ainda vão passar na temporada por causa dessa pandemia…..na minha opinião seria muito injusto com todas as equipes.

    • Boliviano de fé disse:

      Marcos, “pau que dá em Chico dá em Francisco” se a regra é ter rebaixamento então deve ser mantido, acho muito cedo se preocupar com esse expediente, o que o Sampaio deve ter em mente é que aqui dentro de casa quem manda é o dono da casa, e fazer os pontos necessários pra se manter nesta divisão. O problema que vejo é que quando se começa essa competição perdendo da forma como estamos perdendo aí fica realmente muito difícil.

    • José Rossini Costa Machado disse:

      Pode esquecer. Vão subir 4 equipes e descer 4. Os clubes tinham que ter planejado, porque sabiam que poderia ocorrer a contaminação, além disso, tem a questão das lesões, dos cartões, etc, etc. Quem teve visão e fez projeções pensando nesse contra tempo, vão sofrer menos, quem não fez……. O time do Sampaio em disputas passadas na série B, chegou a ter um elenco de mais de 40 jogadores, e não existia pandemia naquela época. A Série B exige que os clubes montem um grupo forte, e quando digo isso, estou me referindo não só aos 11 considerados titulares, mas, sobretudo, aos que compõe o banco de reserva, que devem ter a mesma qualidade técnica. Óbvio, que entendo que isso exige também investimentos, justamente o que o time do Sampaio pouco tem. Portanto, o time do Sampaio ou qualquer outra equipe tem que superar isso, jogando com garra, com determinação, com aplicação tática, e fazer o dever de casa, ou corre sérios riscos de rebaixamento.

  8. O problema é que os tres times que estão na frente do Sampaio, dois tem 2 pontos e o terceiro 3. Sampaio terá que vencer e eles não pontuarem, e mesmo assim o time ainda que vença a Ponte Preta não sairá do Z4. Ele só sairá, se e somente se, vencer duas partidas seguidas. Situação do time é complicada em pese estarmos no início da competição. Tem time com 11 pontos. Ou as vitórias apareçam logo, ou vai começar a ficar dramático.

    • José Rossini Costa Machado disse:

      Concordo com o amigo. Sampaio vai ter que começar a vencer e torcer para que seus concorrentes diretos não pontuem. Por isso que é tão fundamental que o time faça o dever de casa, que vença seus jogos no Castelão. Se o Sampaio não sair dessa zona desconfortável nas 19 primeiras rodadas, não vai ter condição de fazer isso na 20ª em diante, porque o grau de dificuldade sobe a cada rodada.

  9. É bem verdade que “águas passadas não movem moinho”, entretanto, bem que poderíamos está hoje com no mínimo 4 ou 5 pontinhos, mas, como não estamos, a necessidade de vencer não só pela conquista dos primeiros 3 pontos na competição, mas sobretudo, porque uma vitória sábado no Castelão vai motivar esse grupo, da confiança, tranquilidade, e poderá significar o início de uma arrancada nessa Série B. Por isso que é importante, e até vital para o time do Sampaio essa vitória. Não se pode pensar nem em empate, só a vitória interessa. Time tem que se desdobrar, com aplicação, garra e mostrar que dentro de casa o buraco é mais em baixo. Ainda estou otimista quanto a participação de nossa Bolívia nessa Série B, em que pese todos os problemas que a equipe está enfrentando e que certamente continuará no decorrer dessa primeira etapa e na 2ª, pois sé uma competição difícil, onde quem errar menos terá melhor sorte.

    • Continuando:

      Quanto mais rápido o time sair dessa zona de rebaixamento melhor. A reação tem que começar nesse sábado. Vencer a Ponte Preta e pegar o CRB que está ente os 10 primeiros fora de casa. Time tem que buscar 3 pontos fora de casa para recuperar o que perdeu em casa. Depois do CRB, temos em casa outra parada indigesta, o América de MG, que temos obrigação de vencer dentro do Castelão. Jogos complicados, difíceis. Obviamente que temos que pensar jogo a jogo, mas não custa nada se fazer uma projeção pensando nos jogos seguintes. Vamos torcer para que todos os atletas com covid se recuperem o mais rápido possível. Ainda estou muito otimista quanto a nossa participação nessa série B.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não poderemos publicar tudo o que for enviado, mas vamos analisar seu comentário com muito carinho.
(Máximo de 1.000 caracteres. Mínimo de 10 caracteres.)


Sampaio Corrêa - A Bolívia querida de maior torcida do Maranhão
Av. General Arthur Carvalho, Turu Velho - São Luís-MA
CEP: 65066-320 - Email: marketing@sampaiocorreafc.com.br

Todos os direitos reservados ao Sampaio Corrêa Futebol Clube

Acessar » | Webmail