Tuba Chip

Foco no rival

Com Paulo Sérgio à disposição, Sampaio inicia preparação para o clássico

Livre de suspensão, Paulo Sérgio está à disposição para o clássico (Foto: Lucas Almeida)

O pensamento do Sampaio Corrêa já está direcionado para o clássico contra o Moto Club, sábado, dia 07, às 16h30, no Estádio Castelão. A partida vale a liderança do Campeonato Maranhense, pois ambos somam 10 pontos ganhos na tabela de classificação. 

Após vencer o Cordino, a equipe Tricolor re reapresentou na tarde desta segunda-feira, no CT José Carlos Macieira, para iniciar a preparação. Trabalho mais pesado apenas para os jogadores que não entraram em campo ou jogaram menos de 45 minutos. A outra parte do grupo realizou somente um treino regenerativo.

Para o clássico, a equipe Tricolor terá o zagueiro Paulo Sérgio à disposição, após cumprir suspensão automática na rodada passada. Poupados na partida anterior, Capanema e Eloir ainda precisam ser avaliados durante a semana para serem liberados pelo departamento médico do clube.

“Clássico é sempre um jogo diferente, e fico feliz de estar à disposição do treinador para tentar ajudar o Sampaio a buscar essa vitória. Espero que a nossa torcida compareça em peso e faça a diferença no estádio”, destacou o zagueiro Paulo Sérgio.

A equipe Tricolor volta aos treinos nesta terça-feira, em atividade no período da tarde, às 15h30, no próprio CT.  

15 respostas

  1. Uma coisa eu tenho certeza, vai ser um jogo muito difícil, o Morto não vai querer perder, vai fazer das tripas coração pra querer ganhar o jogo, e o Sampaio tem que ser mais forte ainda pra não dar moleza e vencer o jogo na inteligência e na raça.

  2. Não adianta fazer time caseiro (só com jogadores maranhenses), tem que contratar e logo no interior de São Paulo antes que comece a série B, pois, a medida que o tempo passa, as opções vão ficando mais caras e escassas, não tem bobinho, todos estão atrás de reforços.

  3. assessoria presidente sabia que os melhores time os melhores jogadores foram os da casa que subir não mude só confiar eu longe da minha terra mais eu sei que os garotos que estão aí são mil vezes melhores do que estão aí.

  4. Aviso aos desavisados: em alguns lugares do mundo foram suspensos eventos esportivos devido o risco do coronas vírus porém aqui em SLZ esta medida não foi implantada.

    Todos no Castelão próximo sábado!!!

  5. E eu sou do tempo de Dadá, Vadinho, Decadela, Fernando, Edgar, motense se cagava de medo no Municipal, quando o tricolor de aço entrava em campo, tinha em torno de oito anos mas me lembro bem,
    e ainda dava gosto de ver pelas manhãs, saindo do Liceu, o ataque juvenil do sampaio treinar, Fifi, Djalma (o melhor do sampaio de todos os tempos) João Bala e Cadinho, alguns jogavam futebol de salão e tinham domínio com a bola.

    1. Peu, Mas seu, Santos, Terrivel, Neguinho, Pelezinho, Jarbas, Sabará, Chico Louro, Damasceno, Amorim e depois Celio Rodrigues, Serjão, Zé Carlos, Paraíba, Paulo Figueiredo…quer mais?

  6. Segundo matéria divulgada na imprensa pernambucana, o Náutico continua se reforçando, não só visando o campeonato pernambucano, mas já pensando na Série B. Contratou três reforços. Um já foi divulgado, o Kieza, e os outros dois, a diretoria da cobra coral preferiu manter sigilo.
    E a nossa Bolívia Querida? Quais as perspectivas de reforços?

  7. Junior Filho tenha Fé o futebol não tem mistério, um bom time e uma Boa defesa é o ataque jogar e não deixar o adversário jogar é a tacar sufocar sem deixar o adversário respirar quem tem um não tem nenhum quem tem dois tem um quem três tem dois é nocautear e tirar proveito da situação e tentar derruba o adversário que já estar zonzo mais você tem que tira defeitos de jogadores também que tem muitos deles que acabam prejudicando o próprio time em vez de passar a bola para o companheiro em melhores condições para fazer o gol e não tentar o gol para sair como
    Herói se conscientizar se ele passar a bola para quem tiver melhor colocado ganha ele e todo grupo e a equipe também mesmo que o companheiro perca o gol mais fez o certo é jogar e jamais deixar o adversário jogar e sempre matar a jogada no campo do adversário é simples.

  8. Um dos poucos jogadores do Sampaio que joga com amor a camisa. Mas, “uma andorinha só não faz verão”, diz o sábio ditado popular. Portanto, para reforçar essa zaga vamos precisar de laterias, quarto zagueiro, um cabeça de área estilo pitbull, além de um homem de criação. Esses reforços seriam indispensáveis, e oportuno se chegassem antes da estréia do Sampaio diante do Vitória. Sampaio precisa iniciar essa competição, demonstrando força, impondo respeito aos adversários. Agora, no que diz respeito ao clássico com a Moto, vamos precisar jogar mais do que jogamos até agora, ou o Sampaio pode se complicar. Mesmo perdendo para o Fluminense de virada, a motoca mostrou ser um time valente. Não vamos nessa de oba-oba, porque em clássico, isso não existe. Os times se desdobram.

    1. Moto club valente contra o Fluminense?? Acho que vc não assistiu o jogo, o moto só fez os dois gols e nada mais, os caras não estavam nem conseguindo correr, o Sampaio é mais tome que o moto e tem que fazer valer sua camisa que é muito maior do que esse time medíocre do moto, não era nem pra tá falando o nome desse time ridículo Aki na página do meu Sampaio.

      1. Temos que torcer mas temos que respeitar não só o Moto, mas todos os nossos adversários. Eu sou sócio torcedor do Sampaio Correa, não perco um jogo quando estou em São Luis. Ódio não combina com futebol. Tem que haver rivalidade, isso é claro, mas não preconceito por qualquer equipe que julgamos inferior tecnicamente a nossa.Nem todos tem a sorte de ter um Presidente abnegado, que carrega sozinho o Sampaio nas costas.
        É por isso que o Mundo está desse jeito, porque as pessoas são intransigentes, preconceituosas, e não sabem viver em harmonia.

  9. Ah o super classico! Sou do tempo de Adelino, Miran, Jack Jones e Kleber Pereira. Jogo duro! 50,60 mil no Castelão de concreto sem cadeiras!

    1. Você está esquecendo que a maioria era de nota na mão. Publico pagante, o melhor foi na volta a Série B depois de 10 anos, contra a Equipe do Macaé. Aí o torcedor pagou pra ver o jogo.
      Esse negócio de Nota na mão, viciou o torcedor a não querer comprar ingresso e ficar catando nota de compra nos chãos dos supermercados. Eu estava cansado de presenciar isso.
      Nesse clássico de 2020, se der mais de 6 mil pagantes já temos que agradecer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *